Quinta-feira, 20.05.10

A poucas horas do "uma Espécie de Projecto - LIVE" deixamos aqui todos os nossos videos, só para recordar todo o caminho até aqui... Este é o culminar de uma história que nenhum de nós de vai esquecer... Assistam aos nossos videos, enquanto ultimamos os preparativos para o Grande Dia! É já amanha, EDP LIVE!

 



publicado por uma Espécie de Projecto às 23:17 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 06.05.10

 

Mímica é a arte de exprimir os pensamentos e/ou os sentimentos por meio de gestos. É, portanto, uma classe de sematologia. Um mímico é alguém que utiliza movimentos corporais para comunicar sem o uso da fala.

A mímica deve ser distinguida da comédia silenciosa, na qual o artista é um personagem sem jeito num filme ou acto.

Há vários mímicos humorísticos muito conhecidos, tal como o grande Charles Chaplin, os já falecidos Marcel Marceau (representado na imagem) e Harpo Marx (The Marx Brothers), bem como os actuais Michel Courtmanche e Fernando Vieira.

 

 

 

 

 

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%ADmica


 

 

 

 



publicado por uma Espécie de Projecto às 20:48 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29.04.10

 

 

Caricatura é um desenho de um personagem da vida real, tal como políticos e artistas. Porém, a caricatura enfatiza e exagera as características da pessoa de uma forma humorística, assim como em algumas circunstâncias acentua gestos, vícios e hábitos particulares em cada indivíduo.Historicamente, a palavra caricatura vem do italiano caricare (carregar, no sentido de exagerar, aumentar algo em proporção).

A caricatura é a filha do expressionismo, onde o artista desvenda as impressões que a índole e a alma deixaram na face da pessoa.

A distorção e o uso de poucos traços são comuns na caricatura. Diz-se que uma boa caricatura pode ainda captar aspectos da personalidade de uma pessoa através do jogo com as formas. É comum a sua utilização nas sátiras políticas; às vezes, esse termo pode ainda ser usado como sinónimo de grotesco (a imaginação do artista é tornada prioritária em relação aos aspectos naturais) ou burlesco.

 

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caricatura

 

 

 



publicado por uma Espécie de Projecto às 19:45 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26.04.10

 

A risoterapia é uma técnica mental que ensina a recuperar a nossa capacidade inata de rir e ser felizes e é, segundo dizem os seus defensores, uma fonte inesgotável de saúde e bem-estar.

Na verdade a risoterapia como método terapêutico, já existe há muitos anos e nasceu na Índia, com Madan Kataria, mas a sua verdadeira importância apenas agora está ser objecto da devida atenção.
É que, cientificamente está comprovado que o riso franco, a gargalhada têm múltiplos e variados benefícios para a saúde.

Sabia que também em Portugal já há clubes de risoterapia? Temos conhecimento de clubes do riso em Lisboa, em Coimbra, na Marinha Grande e em Leça da Palmeira (Matosinhos).

Para mais informações, consulte o site www.clubesdoriso.com.

 

fonte: http://www.acores.com/?page=art_det&ida=63

 



publicado por uma Espécie de Projecto às 17:54 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22.04.10

 

A Associação Nariz vermelho foi fundada em 2002 e desde então não pára de crescer e ganhar apoios. No passado mês de Fevereiro, a presidente da instituição recebeu um cheque no valor de 81.287 euros, fruto de uma campanha de sensibilização e angariação de fundos que durou dois anos. Há seis anos que a instituição leva animação a nove hospitais, entre os quais Santa Maria, D. Estefânia, São Francisco de Xavier, IPO de Lisboa e Centro Hospitalar de Cascais.

 

Os doutores-palhaços têm um tratamento específico para cada paciente, que é trabalhado no improviso porque cada criança reage de maneira diferente e por isso o modo de actuação não pode ser sempre igual. Através de visitas regulares, estes profissionais tentam potenciar o riso, já que está medicamente associado ao bem-estar - aumenta o batimento cardíaco, melhora a oxigenação do sangue, diminui a dor -, ajudando também na desdramatização dos procedimentos hospitalares.

 

No total, trabalham na associação 15 doutores-palhaços, que actuam em duplas. São profissionais formados e remunerados pela instituição, que oferece este serviço aos hospitais portugueses. Um dos objectivos estipulados pela Operação Nariz vermelho para 2008 é alargar a rede de hospitais, passando a incluir a cidade de Braga. No entanto, a expansão está dependente da angariação de fundos locais. As várias formas disponíveis de ajudar estão descritas no site www.narizvermelho.pt

 

 

 

fonte: http://www.arslvt.min-saude.pt/NoticiasEventos/Noticias/conteudos/Paginas/OperacaoNarizVermelho.aspx



publicado por uma Espécie de Projecto às 20:48 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21.04.10

João Nicolau de Melo Breyner Moreira Lopes (Serpa, 30 de Julho de 1940) é um actor, produtor e realizador de televisão português. Passou a infância em Serpa, fixando-se com a família em Lisboa durante a juventude. Estudou Direito, na Universidade de Lisboa, curso que abandonou em prol do teatro. Posteriormente, fez o Curso de Teatro do Conservatório Nacional. Estreou-se na peça Leonor Telles de Marcelino Mesquita, no Teatro da Trindade. Pouco depois popularizava-se na comédia, tanto no teatro de revista como na televisão, demonstrado em programas como "Senhor Feliz e Senhor Contente", "Eu Show Nico" ou "Euronico".

 

Recentemente interpretou "Esta Noite Choveu Prata" de Pedro Bloch, produzido por Sérgio de Azevedo. Foi actor e co-autor da primeira novela portuguesa, Vila Faia. Participou ainda em variadas sitcoms: "Gente Fina é Outra Coisa"; "Nico D'Obra"; "Reformado e Mal Pago"; "Santos da Casa"; "Aqui não Há Quem Viva", inúmeras séries ("O Espelho dos Acácios"; "Verão Quente"; "Conde D' Abranhos"; "A Ferreirinha"; "João Semana"; "Quando os Lobos Uivam" e "Pedro e Inês" e novelas (entre outras: "Fúria de Viver" e "Vingança"). Em 2008, mudou-se para a TVI e desde então realizou inúmeros trabalhos, entre "Casos da Vida", "Flor do Mar", a série histórica "Equador" e, mais recentemente, "Morangos com Açúcar". Trabalhou também como realizador de várias séries e produtor de TV, tendo sido o fundador da NBP Produções.

 

Conta com mais de quarenta participações no cinema, em filmes de cineastas como Augusto Fraga, Perdigão Queiroga, Henrique Campos, José Ernesto de Souza, Herlander Peyroteo, Pedro Martins, Artur Semedo, Luís Galvão Teles, Fernando Lopes, Jorge Paixão da Costa, António Pedro Vasconcelos, Roberto Faenza, Joaquim Leitão, Leonel Vieira, Mário Barroso ou João Botelho. Recebeu ao longo da sua carreira cinematográfica, três Globos de Ouro, tendo sido considerado Melhor Actor com "Kiss Me" (2004), "O Milagre Segundo Salomé" (2004) e "Os Imortais" (2003). É filho de João Lopes (1915-1965) e de Augusta Pereira da Silva de Mello Breyner Pereira (1920-2003).

 

Foi casado com a actriz Sofia Sá da Bandeira e tem duas filhas com Cláudia Ramos, Mariana e Constança. Actualmente é casado com Mafalda Bessa.

 

Nicolau Breyner foi sem dúvida histórico no humor em Portugal, uma vez que foi um dos seus pioneiros com todos os programas que apresentou na televisão.

 

 

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicolau_Breyner



publicado por uma Espécie de Projecto às 17:05 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15.04.10

 

Laurel and Hardy (O Bucha e Estica) foi uma famosa dupla de comediantes e uma das equipes cómicas mais populares do cinema dos Estados Unidos, em actividade desde o cinema mudo até meados da Era do Ouro de Hollywood. Composta por um magro, o ingles Stan Laurel (1890 – 1965) e um gordo, o americano Oliver Hardy  (1892 – 1957), a dupla tornou-se conhecida durante as décadas de 1920 e 1930 pelo seu trabalho em filmes de comedia e também apareceram em apresentações teatrais na América e na Europa.

 

Os dois comediantes trabalharam juntos pela primeira vez no filme mudo The Lucky Dog (1921). Após um período aparecendo separadamente em vários curtas-metragens no estúdio de Hal Roach durante a década de 1920, eles começaram a actuar juntos em 1926. Laurel e Hardy tornaram-se oficialmente uma dupla no ano seguinte, e logo se tornaram as estrelas mais lucrativas de Hal Roach. Entre seus filmes mais populares e bem sucedidos estão os longas-metragens Filhos do Deserto (1933), Dois Caipiras Ladinos (1937), e A ceia dos Veteranos (1938) e os curtas Negócio de Arromba (1929), Liberdade e Seus Perigos (1929) e Caixa de Musica (1932), este último vencedor do Óscar de melhor curta-metragem( Comédia).

 

A dupla deixou o estúdio de Roach em 1940, e apareceram em oito comédias da 20th Century Fox e Metro-Goldwyn-Mayer de 1941 até 1944. Decepcionados com os filmes em que tinham pouco controle criativo, de 1945 a 1950, a dupla não apareceu em nenhuma produção cinematográfica e se concentrou em suas apresentações teatrais, embarcando pela Inglaterra, Irlanda e Escocia.

 

No total, eles apareceram juntos em 106 filmes, sendo 40 curtas sonoras, 32 curtas mudos e 23 longas-metragens, e nos outros 11 filmes fizeram pequenas pontas.

 

 

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Laurel_and_Hardy

 

 



publicado por uma Espécie de Projecto às 18:14 | link do post | comentar | favorito

 

 

Sir Charles Spencer Chaplin Jr., KBE (Londres,  16 de Abril de 1889 — Corsier-sur-Vevey, 25 de Dezembro de 1977), mais conhecido como Charlie Chaplin, foi um actor, director, dançarino, roteirista e músico britânico.  Chaplin foi um dos actores mais famosos do período conhecido como Era de Ouro do cinema dos Estados Unidos.

Além de actuar, Chaplin dirigiu, escreveu, produziu e eventualmente compôs a trilha sonora dos seus próprios filmes, tornando-se uma das personalidades mais criativas e influentes da era do cinema mudo. Chaplin foi fortemente influenciado por um antecessor, o comediante francês Max Linder, a quem ele dedicou um dos seus filmes. A sua carreira no ramo do entretenimento durou mais de 75 anos, desde suas primeiras actuações quando ainda era criança nos teatros do Reino Unido, durante a era victoriana, quase até sua morte, aos 88 anos de idade. A sua vida pública e privada abrangia adulação e controvérsia. Juntamente com Mary Pickford, Douglas Fairbanks e D.W.Griffith, Chaplin co-fundou a United Artist em 1919.

Em 2008, numa resenha do livro Chaplin, Life, Martin Sieff escreve: "Chaplin não foi apenas 'grande', ele foi gigantesco. Em 1915, ele estourou um mundo dilacerado pela guerra trazendo o dom da comédia, risos e alívio enquanto ele próprio se estava dividindo ao meio pela Primeira Guerra Mundial. Durante os próximos 25 anos, através da Grande Depressão e da ascensão de Hitler, ele permaneceu no emprego. Ele foi maior do que qualquer um. É duvidoso que algum outro indivíduo tenha dado mais entretenimento, prazer e alívio a tantos seres humanos quando eles mais precisavam.

Pela sua inigualável contribuição para o desenvolvimento da sétima arte, Chaplin é o mais homenageado cineasta de todos os tempos, sendo ainda em vida condecorado pelos governos britânico (Cavaleiro do Império Britânico) e francês (Légion d 'Honneur), pela Universidade de Oxford (Doutor Honoris Causa) e pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos (Óscar especial pelo conjunto da obra, em 1972).

O seu principal e mais conhecido personagem é conhecido como Charlot, na França e no mundo francófono, na Itália, Espanha, Portugal, Grécia, Roménia e Turquia, um andarilho pobretão que possui todas as maneiras refinadas e a dignidade de um cavalheiro (gentleman), usando um fraque preto rasgado, calças e sapatos desgastados e mais largos que o seu número, um chapéu de coco ou cartola, uma bengala de bambu e - sua marca pessoal - um pequeno bigode-de-broxa.

Chaplin foi uma das personalidades mais criativas que atravessou a era do cinema mudo; actuou, dirigiu, escreveu, produziu e financiou os seus próprios filmes. Foi também um talentoso jogador de xadrez  e chegou a enfrentar o campeão americano Samuel Reshevsky.

 

 

 

 

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Charlie_Chaplin

 

 

 

 

 

 

 



publicado por uma Espécie de Projecto às 18:06 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 11.04.10

 

Gil Vicente (1465? — 1536?) é geralmente considerado o primeiro grande dramaturgo português, além de poeta de renome. Há quem o identifique com o ourives, autor da Custódia de Belém, mestre da balança, e com o mestre de Retórica do rei Dom Manuel. Enquanto homem de teatro, parece ter também desempenhado as tarefas de músico, actor e encenador. É frequentemente considerado, de uma forma geral, o pai do teatro português, ou mesmo do teatro ibérico já que também escreveu em castelhano - partilhando a paternidade da dramaturgia espanhola com Juan del Encina.


A obra vicentina é tida como reflexo da mudança dos tempos e da passagem da Idade Média para o Renascimento, fazendo-se o balanço de uma época onde as hierarquias e a ordem social eram regidas por regras inflexíveis, para uma nova sociedade onde se começa a subverter a ordem instituída, ao questioná-la. Foi, o principal representante da literatura renascentista portuguesa, anterior a Camões, incorporando elementos populares na sua escrita que influenciou, por sua vez, a cultura popular portuguesa.

A sua obra vem no seguimento do teatro ibérico popular e religioso que já se fazia, ainda que de forma menos profunda. Os temas pastoris, presentes na escrita de Juan del Encina vão influenciar fortemente a sua primeira fase de produção teatral e permanecerão esporadicamente na sua obra posterior, de maior diversidade temática e sofisticação de meios. De facto, a sua obra tem uma vasta diversidade de formas: o auto pastoril, a alegoria religiosa, narrativas bíblicas, farsas episódicas e autos narrativos.

Gil Vicente retratou, com refinada comicidade, a sociedade portuguesa do século XVI, demonstrando uma capacidade acutilante de observação ao traçar o perfil psicológico das personagens. Crítico severo dos costumes, de acordo com a máxima que seria ditada por Molière ("Ridendo castigat mores" - rindo se castigam os costumes), Gil Vicente é também um dos mais importantes autores satíricos da língua portuguesa. Em 44 peças, usa grande quantidade de personagens extraídos do espectro social português da altura. É comum a presença de marinheiros, camponeses, fadas e demónios e de referências – sempre com um lirismo nato – a dialectos e linguagens populares. O humor era uma constante no seu trabalho, e com ele consegui revolucionar a crença portuguesa de entretenimento da altura.

Hoje em dia não faltam humoristas como Gil Vicente, mas ele foi um pioneiro, alguém sem medo de criticar os costumes que achava errados na nossa sociedade. É sem dúvida uma inspiração, alvo de admiração e merecedor de uma biografia aqui no "uma Espécie de Projecto".

 

 

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gil_Vicente



publicado por uma Espécie de Projecto às 00:36 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 10.04.10

 

Nada como pesquisar na internet para encontrar algumas Piadas bem "Secas". As seguintes vieram do Blogue "Tempo de Secura", escrito por portugueses com o intuito de fazer e partilhar humor, sem piada nenhuma. Mais do que simples frases, são realidades que vemos de outra forma.

 

 

"Vira-se o NORTE para o SUL: - Qual é que queres, ESTE OESTE?"

 

"O que disse Jorge Jesus quando estava a perder 2-0 ? R: Assim NaVale!"

 

"Viram a fraude que foi a missa que passou na TVI no passado Domingo? Foi la o Bispo e nem uma única vez se mexeu na diagonal!"

 

"Mesmo quando estamos deprimidos e ninguém nos liga nenhuma, há sempre um vírus informático que nos manda um e-mail."

 

"Qual é o cúmulo da sorte? É a morte bater a porta e não estar ninguém em casa."

 

"Fontes seguras indicam que o aumento de rendimento do FCP surgiu após Jesualdo Ferreira ter visto o filme "Como Treinares o Teu Dragão"."

 

"Neste Natal, uns celebraram o ressuscitar de Jesus; ... ... outros que Jesus tenha ressuscitado o Benfica."

 

"O que é que os obstetras dão às grávidas para os bebés nascerem? - Panaché"

 

"A vantagem de ver o mundo aos quadradinhos é poder jogar xadrez quase em todo o lado."

 

"O que disse o Leonardo Da Vinci enquanto se penteava? - Epa, hoje tou com a Mona Lisa."

 

"Não costumo consultar o meu saldo bancário porque não tem importância."

 

"Vira-se o Matthew Bellamy para um amigo: - Queres Muse de chocolate?"

 

"Duas embalagens de cereais acabam um namoro, uma diz para outra: O problema Nestum, sou eu."

 

"Qual é o sítio aonde os animais filosofam? No Zoo, lógico!"

 

"Hoje conheci um cão gago, so ladrava "ão ão ão ão ão ão"."

 

"O que é amarelo e cheira a tinta azul? Tinta amarela."

 

"Porque é que depois de 1974 os portugueses ganharam peso? Porque acabou o Regime."

 

"O João partiu a perna. Onde está o sujeito da frase? - No Hospital."

 

"O que é um ponto castanho nos pulmões? É uma brownquite."

 

"O que faz um hipopótamo em cima de uma tartaruga? R: Hip-Hop Tuga."

 

"O comboio é o meio de transporte mais civilizado do mundo: anda sempre na linha."

 

"O trabalho fascina-me tanto que as vezes fico parado a olhar para ele."

 

"Sabem por que é que o Sócrates quer cancelar as viagens à Lua? Porque não quer que se descubra a face oculta."

 

"Numa festa os numeradores encontram-se e um deles pergunta: - Então e os denominadores? O outro responde : - Cortaram-se..."

 

 

Acompanhem as actualizações deste blog em

http://www.tempo-de-secura.blogspot.com/

 

ou através do twitter

http://twitter.com/tempodesecura

 

 

E já agora acompanhem re-folows e as nossas novidades em

http://twitter.com/edprojecto

 

fonte: http://twitter.com/tempodesecura



publicado por uma Espécie de Projecto às 23:35 | link do post | comentar | favorito

posts recentes

[Sketch] "uma Espécie de ...

[Investigação] O Humor e ...

[Investigação] Humor e o ...

[Investigação] Ah! Ah! Te...

[Investigação] Associação...

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


links
Tags

"made in portugal"

comédia

edp sketch

fanclube

funny

funny humor

funny humor edp sketch

humor

pesquisa

profissionais

profissionais humor

projecto

todas as tags

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

subscrever feeds